A Nucleovet

Notícias

Simpósio Brasil Sul de Suinocultura 2018 registrou recorde de público

31/08/2018

Simpósio Brasil Sul de Suinocultura 2018  registrou recorde de público

Considerado o maior evento técnico de suinocultura da América do Sul, o Simpósio Brasil Sul de Suinocultura 2018 reuniu 1,4 mil profissionais – entre médicos veterinários, zootecnistas, consultores, pesquisadores, profissionais da agroindústria e produtores. O SBSS, promovido Nucleovet - Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas, foi realizado de 21 a 23 de agosto no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó/SC.

Rodrigo Toledo, Presidente do Nucleovet, destaca que essa foi a maior edição de todos os tempos, com recorde de empresas patrocinadoras. “Tivemos 69 empresas patrocinadoras, 44 estandes na feira e um recorde de público”. A programação técnica, salientou, contemplou os principais desafios enfrentados pela suinocultura no momento, agravados pela crise econômica no Brasil. “A modernização da cadeia produtiva de suínos é essencial para enfrentar o mercado global”. O foco do evento, diz ele, é a programação técnica. “Temos uma comissão científica que trabalha o ano inteiro para formatar os temas e buscar os melhores palestrantes para abordá-los”.

Reprodução, Genética e Ambiência

A programação técnica do 11º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura iniciou no dia 21 de agosto apresentando o Painel Reprodução, Genética e Ambiência. O zootecnista Gustavo Lima, tratou dos desafios e oportunidades em “Ambiência na produção de suínos e alternativas de equipamentos: como o estresse térmico e a qualidade do ar afetam o desempenho zootécnico”. Alexandre Rosa, Médico Veterinário e diretor da Agroceres PIC, falou sobre “Como a genética pode contribuir para os novos desafios sanitários na produção de suínos. Animais resistentes a enfermidades, mito ou realidade?”. Já Thomas Bierhals, médico veterinário e Gerente Técnico da DB Genética Suína, destacou as “Alternativas práticas para garantir a evolução contínua de qualidade e quantidade de leitões em granjas de alta produtividade.

A solenidade de abertura oficial do 11º SBSS aconteceu com o auditório do Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês lotado. Cumprindo com o caráter social do NUCLEOVET, durante a cerimônia de abertura foram entregues doações a quatro entidades beneficentes de Chapecó, totalizando uma doação de R$ 20.000,00. Fechando o primeiro dia de evento, o jornalista da Globonews, Gerson Camarotti, tratou da Conjuntura Política e suas Implicações para a Economia. A palestra teve patrocínio da Evonik.

Nutrição e Manejo de Leitões

O segundo dia do evento, 22 de agosto, abriu com o painel Nutrição e Manejo de Leitões. Em sua palestra, Bruno Silva, tratou do tema Nutrição de fêmeas hiperprolíficas. Gustavo Gattas falou sobre a idade ao desmame dos leitões. “Qual é a melhor relação entre sanidade, desempenho e lucratividade para o sistema de produção de suínos”. Conforme Gattas, a idade ao desmame e a sanidade impactam nos índices da granja. “Existe uma correlação direta entre idade ao desmame e ganho de peso alvo na terminação”, destacou.

No mesmo painel, a palestrante Djane Dallanora apresentou estratégias para enfrentar os desafios da adaptação dos leitões nas fases de creche e recria. Everton Daniel falou sobre nutrição de leitões na fase de creche: oportunidades e desafios frente o uso prudente de antimicrobianos.

Antimicrobianos e Bem-Estar Animal

Ainda na quarta-feira, o painel Antimicrobianos e Bem-Estar Animal abriu com Cleandro Pazinato Dias tratando do bem-estar animal nas agroindústrias. “Os desafios vão muito mais além que uma máquina de alimentação na gestação. O que contempla? O que temos e o que nos falta no sistema brasileiro?”, foram questões respondidas na palestra. Paulo Eduardo Bennemann falou sobre “Estratégias de Biosseguridade focadas na redução do emprego de antimicrobianos na produção de suínos”.

O evento prosseguiu com a nessa redonda comandada por Ricardo Pereira, da Biomin: “Interferência da microbiota na saúde intestinal: Eubiose vs. Disbiose com a palestrante Jalusa Deon Kich; “Interação com antimicrobianos” com Marisa Cardoso; “Intestino imune” com o palestrante Geraldo Alberton e “Alternativas para os antimicrobianos” com Vladimir Borges.

Sanidade e Gestão da produção de suínos

O SBSS encerrou no dia 23 de agosto com o Painel Sanidade e Gestão da produção de suínos. Inicialmente, Ricardo Lippke, tratou dos “Pontos críticos na utilização de vacinas – principais erros e como podemos melhorar”. Os “Riscos sanitários atuais: Síndrome reprodutiva e respiratória dos suínos. Como esta ameaça sanitária pode nos afetar? Impactos no sistema de produção” foram aspectos discutidos por Fernando Osório. A pesquisadora Laura Batista falou sobre a “Diarreia epidêmica dos suínos: o que podemos aprender com a experiência americana. Prevenção, diagnóstico e controle” e Juan José Maqueda Acosta fechou as palestras do evento tratando de “Gestão de pessoas com foco em biosseguridade”.

Nucleovet
Estrada Municipal Barra Rio dos Índios
SN, km 359, Rural,
Caixa Postal: 343
CEP 89.815-899 • Chapecó • SC
Desenvolvido por BRSIS